24 de outubro de 2013

O mundo e a bola: A seleção kosovar

Shaqiri enrolado em uma bandeira metade kosovar metade suíça.

Após o fim da Guerra Fria e consequentemente da União Soviética a composição de países do leste europeu se alterou drasticamente. A Iugoslávia se separou em vários países, dentre eles a Sérvia, que desde os idos da Primeira Guerra Mundial sonham em formar a Grande Sérvia.

Com essa separação os sérvios tentaram adicionar ao seu território a Bósnia por meio de uma guerra, porém falharam e hoje os bósnios possuem um país próprio (mesmo que tenha parte comandada por croatas e parte comandada por sérvios). Visando ampliar seu território, qualquer perda seria demais, portanto reprimem ao máximo os grupos separatistas.



Os kosovares, um grupo étnico que habita o sul da Sérvia queriam a tal independência, porém, obviamente, os sérvios não aprovaram e o tirano presidente Slobodan Milosevic realizou um verdadeiro massacre étnico. Para impedir isso, a ONU tentou intervir, porém a Rússia (que tem direito de veto no Conselho de Segurança) impediu a intervenção para não inspirar os movimentos separatistas de seu território. Então restou à OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) agir. Eles bombardearam Belgrado, a capital sérvia, o que fez com que os sérvios saíssem do Kosovo, dando fim ao conflito.

Em 2008, os kosovares declararam sua independência, contudo países como a China, a Rússia e a Sérvia (que possuem conflitos internos) não aprovaram e ela não foi oficializada.

Como dentro de todo país existe uma Seleção de Futebol, dentro de países que querem a independência não poderia ser diferente. Os kosovares sonham com a oficialização de sua Seleção, assim como sonham os bascos, como foi dito em outro post.

Recentemente a FIFA permitiu que a Seleção Kosovar de Futebol disputasse amistosos, assim como permitiu os catalães e bascos. Entretanto, para a tristeza dos separatistas a federação voltou atrás e disse que só aprovaria a decisão novamente se a Sérvia aprovasse, o que é, obviamente, praticamente impossível de acontecer.
 
Januzaj tem seis opções de Seleção para escolher (Sérvia, Albânia, Inglaterra, Kosovo, Turquia e Bélgica), porém já afirmou que se a seleção kosovar fosse oficial ele a defenderia.
Curiosamente, existem alguns bons jogadores kosovares e se pudessem disputar as Eliminatórias para a Copa do Mundo admito que acreditaria que alcançariam ao menos uma vaga na repescagem. Isso porque possuiriam um time muito mais atraente do que, por exemplo, a Bósnia de Dzeko, além de contarem com duas estrelas da Seleção da Suíça, que se classificou facilmente para 2014. Entre os principais nomes do país estão o meia Xhaka (Borussia Monchengladbach e Suíça), o jovem atacante Adnan Januzaj (Manchester United e seleção a definir) e o motorzinho Shaqiri (Bayern de Munique e Suíça).

A real independência do país é complicada, porém já é considerada por boa parte das nações mundiais. Particularmente eu torço para que tenham o direito ao menos de disputarem amistosos. Quem sabe o sonho kosovar não se realiza e daqui a alguns anos não estão jogando uma Copa do Mundo?

Facebook | Twitter

2 comentários: